Mensagens do Mentor Espiritual

Reunião de 29 de janeiro de 2021

 

Graças a Deus queridos irmãos!

Que a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja em nossos corações.

Presenciamos, hoje, dificuldades em que somos todos instados a repensar nossos valores, naquilo que realmente é importante em nossas vidas e aprendermos então que a presença do próximo, a saúde e tantos outros bens imateriais superam sobejamente aqueles bens que tanto buscamos, às vezes, incansavelmente, em nossas vidas.

Percebemos que o ouro e a prata não têm mais valor que a água, percebemos como somos interdependentes dos outros, percebemos que a vida em sociedade é mais importante do que aquilatávamos. E é assim, na revisão desses valores, que vamos reequilibrando aquela balança interna e passamos a dedicar mais atenção a tantas coisas imateriais no dia a dia que não percebíamos ou não valorizávamos: um sorriso, um abraço, a proximidade.  Descobrimos que somos, muito mais do que atinávamos, dependentes do próximo, e, assim, nessa nova escala de valores, devemos refletir que, verdadeiramente, do mundo nada levaremos e que só encontraremos a paz em nossa passagem pelos portais da desencarnação, através dos valores imateriais que houvermos acumulados em nossas vidas. As nossas experiências, as nossas amizades, o nosso aprendizado, o nosso amor e a nossa fé.

Dediquemo-nos, pois, neste momento, à leitura edificante, à valorização de nossos relacionamentos, quer sejam eles mais ou menos perfeitos. Aprendamos a valorizar a saúde do corpo e da alma, porque muitos estragos acontecem no afã diário de esquecimento de si mesmos; nesta atribulação do dia a dia, percebem-se subitamente face a face consigo mesmo, não suportando o peso do vazio em que se encontram e afundam-se em depressões terríveis.

Busquemos, pois, o equilíbrio do corpo e da alma preenchendo com objetivos que verdadeiramente tragam significados para nossas vidas, sejam a família, o próximo a religião.

Aproveitemos, queridos irmãos, esses momentos de dificuldades para deles extrair a verdadeira lição que nos fará crescer, que nos colocará em patamares diferenciados, lições diferenciadas da vida e que, depois dessa grande pandemia, possamos construir nossa cidade mais fraterna, mais caridosa.

Que assim seja, meus irmãos!

Graças a Deus!

É com muita alegria e satisfação que a esta Casa torno, é aqui que posso encontrá-los no plano material porque sobejamente compreendemos que no plano espiritual nada cessa, nada para e que tudo continua na sua tribulação diária na busca do amparo e do auxílio a nossos irmãos mais desfavorecidos.

 

Reunião de 13 de novembro de 2020

Sociedade Espírita Jorge
Mensagem do Mentor Espiritual

Louvado seja Deus!
Aqui estamos para a tarefa desta noite, pois que somos todos simples tarefeiros, em tarefa difícil, mas com o farol que é o Cristo de amor.
Este é o caminho dos que buscam peneirar o que é bom do que não é; do que é para ficar. E, neste momento, é a prece que nos fortalece.
Eles nos observam, nos estudam. Somos um instrumento um pouco defeituoso e recebemos orientações e
esclarecimentos porque precisamos, ainda, de um tempo para ficar.
A tarefa é de dar a mão a cada um para que levante. Fazer com carinho. Aprender, estudar e secar as lágrimas.
Estamos na Casa de Jorge, antes dessa aqui, e vamos nos reencontrar melhor, como Jesus nos ensinou: Amar o
próximo como a vós mesmos.
As dificuldades são de todos, mas precisamos nos amar.Os templos estão cheios de belas palavras, mas muito pouco amor.
Aqui, os irmãos também estão cansados, mas permanecem firmes e não desistem. Paciência!
Trabalhar em si mesmo o sentimento é a nossa tarefa na casa espírita. Ajudar o outro com palavras de conforto e de apoio.
Busquem cuidar-se e polir a si mesmos. Prestar atenção em si. E observar: como estou vendo o outro? É preciso
entender o vai e vem e o compromisso espiritual de cada um de nós.
Louvado seja Deus!

Tudo tem seu apogeu e seu declínio… É natural que seja assim, todavia, quando tudo parece convergir para o que supomos o nada, eis que a vida ressurge, triunfante e bela!… Novas folhas, novas flores, na infinita benção do recomeço!

— Chico Xavier, livro O evangelho de Chico Xavier