Gratidão e trabalho
Postado: 3 fevereiro 2017 12:52h
Autor: Joanna de Ângelis
Leia mais Textos espíritas 

Todo crescimento pessoal de natureza cultural, moral e espiritual deságua inevitavelmente no sentimento da gratidão, da oferta, da participação no conjunto, tornando-se o indivíduo igualmente útil e valioso.

A gratidão individual é uma nota harmônica a contribuir para a sinfonia universal, ampliando-se e tornando-se um sentimento coletivo, que proporciona o equilíbrio social e espiritual da humanidade.

Ademais, ninguém consegue vincular-se a um ideal de engrandecimento pessoal e humanitário sem arrastar outros pela emoção do seu exemplo e da sua bondade para as fileiras da sua trajetória.

O sentimento da gratidão tem natureza psicológica e de imediato aciona o gatilho, sendo transformado em emoção e sensação orgânica.

Quando se experimenta o sabor da gratidão, aumenta-se o desejo de mais servir e melhor contribuir em favor do grupo social em que cada qual se encontra e da humanidade em geral.

É inevitável, portanto, a presença da gratidão no cerne das vidas humanas.

Livro: Psicologia da gratidão
Joanna de Ângelis/ Divaldo P. Franco

A grande tarefa do mundo espiritual, em seu mecanismo de relações com os homens encarnados, não é a de trazer conhecimentos sensacionais e extemporâneos, mas a de ensinar os homens a ler os sinais divinos que e vida terrestre contém em si mesma, iluminando-lhes a marcha para a espiritualidade superior.

— Emmanuel, livro Caminho, Verdade e Vida