Sobre a SEJ

Fundação

Fachada da SEJNo dia 04 de março de 1927, um grupo de médiuns da Tenda N. S. da Guia recebe, pelo médium Antenor Pereira dos Santos, instruções do guia espiritual Trento para formar um Centro que se denominaria Tenda Espírita Jorge, ficando suspensas as atividades da Tenda N. S. da Guia.

Trento
Trento

O irmão Trento indica para presidente Jefferson Mário Guimarães, que não estava presente, preso ao leito, por grave enfermidade e já quase desenganado pela Ciência Médica.

Jefferson, procurado por uma comissão, mal se levantando do leito, proferiu: “Digam, por favor, ao irmão Trento que se eu, Jefferson, levantar-me desse leito, a Tenda Espírita Jorge estará fundada!”

Dois dias depois, recebendo passes de Arruda e de outros guias espirituais, Jefferson, para surpresa geral, levantou-se. A Tenda Espírita Jorge estava fundada! E, conforme havia designado o irmão Trento, no dia 11 de março de 1927, sexta-feira, foi realizada a primeira sessão de caridade, sob a presidência do Sr. Jefferson, exímio contador, homem probo, de boa cultura, de ótima redação, caráter justo, íntegro, honrado e conhecedor da Doutrina dos Espíritos.

Texto extraído do livro “Histórico da primeira década da Tenda Espírita Jorge”, de José Vigarano. 

 

Fundadores

Jefferson Mário Guimarães, Adélia Blanchart Guerra, Antenor Pereira dos Santos, Antônio João Andreotti, Armando Blanchart Gonçalves, Curt Herbert Brunkhorst, João Gomes da Fonseca, José Vigarano e Waldemar Blanchart Gonçalves.

A Sociedade Espírita Jorge, fundada em 04 de março de 1927, sob a denominação de Tenda Espírita Jorge, é uma sociedade civil e sem fins lucrativos, reconhecida como de Utilidade Pública desde 10 de Julho de 1990.

 

Transições

Em 16 de setembro de 1928, foi criado o Corpo de Associados, com contribuições financeiras. A diretoria era indicada pelos guias Trento e Arruda, aprovada e eleita por aclamação pela Assembleia.

Em janeiro de 1929, iniciava-se uma fase de grande evolução. O irmão Trento, pouco a pouco, sem que se pudesse notar uma brusca mudança, modificava a condução dos trabalhos e instruía quanto à necessidade de criação de sessões de propaganda e estudo, em que pequenos trechos de “O Livro dos Espíritos” e do “Evangelho Segundo o Espiritismo” deveriam ser lidos.

Formaram-se, também, câmaras de trabalhos espirituais, isto é, de desenvolvimento mediúnico nas mesas. Ao mesmo tempo, numa bela dissertação sobre idolatria, sugeriu que fossem retirados os quadros do terreiro, deixando provisoriamente somente o de São Jorge.

Relato de José Vigarano na obra “Histórico da Primeira Década da Tenda Espírita Jorge”.

 

Mudança do Nome

Por decisão da Assembleia de 15 de março de 1988, a Tenda Espírita Jorge passou a se denominar Sociedade Espírita Jorge. Essa mudança se deu por força das diversas e profundas modificações gradualmente implantadas pelos guias espirituais, saindo dos terreiros para as câmaras de trabalho, onde as sessões passaram a ser realizadas, sempre com respaldo nos conhecimentos da Doutrina dos Espíritos.

 

A SEJ tem como finalidade:

  • Estudo e divulgação do Espiritismo, por todos os meios ao seu alcance, de conformidade com os princípios estabelecidos na Codificação de Allan Kardec;
  • Promoção da prática da caridade espiritual, moral e material, de acordo com os ensinamentos de Jesus;
  • Realização de serviços de assistência e promoção social espírita, em benefício de todos, sem qualquer restrição ou discriminação;
  • Promoção da evangelização da criança, do jovem e do adulto, à luz da Doutrina Espírita.

“Não há fé inabalável, senão a que possa encarar face a face a razão, em todas as épocas da Humanidade.”Allan Kardec

 

Diretoria

Presidente: Zaira Machado de Andrade
Vice-presidente: Wanda Patrocínio Ferreira
1º Secretário: Marilucia do Carmo Duarte
2º Secretário: André Luiz F. de Almeida
1º Tesoureiro: Hélio Machado
Diretor de Patrimônio: Joaida Pinheiro S. Torres

 

Departamentos

Assuntos Doutrinários – DAD: Zaira Machado
Assistência e Promoção Social Espírita – DAPSE: Isabel Martins
Evangelização Antônio de Pádua – DEAP: Hélio Machado
Divulgação – DIV: Regina Motta

 

Como se associar

Se você deseja colaborar com a manutenção das atividades da Sociedade Espírita Jorge, uma das maneiras é tornar-se um associado. Para isso, basta procurar a Secretaria, fazer um cadastro e informar o valor de sua contribuição mensal.  Não há valor mínimo.

As contribuições são essenciais tanto para a manutenção da Casa – contas de luz, limpeza, reparos e custos administrativos – como para manter as diversas atividades que a Casa oferece, sejam doutrinárias, mediúnicas, de evangelização ou de assistência a famílias de Vila Isabel. Saiba mais sobre as ações de promoção social clicando aqui. Se preferir, pode buscar mais informações na SEJ sobre todas as atividades.

 

Contato

Para entrar em contato clique aqui.

Cada dia que amanhece assemelha-se a uma página em branco, na qual gravamos os nossos pensamentos, ações e atitudes. Na essência, cada dia é a preparação de nosso próprio amanhã.

— Chico Xavier, livro Indicações do caminho